Razão Universal

   Estádio 6: moral da razão universal

- Orientam-se pelos princípios éticos, universais, prescritivos e reversíveis.

- Hierarquizam-se as perspectivas em confronto segundo o ponto de vista de um ser racional – moral.

 

As pessoas fazem o que como indivíduos pensam que está correcto, sem olhar às restrições legais ou às opiniões dos outros. Agem segundo os seus padrões internalizados, sabendo que se condenariam a si próprios se não o fizessem.

 

Pró: “Esta é uma situação que o força a escolher entre roubar ou deixar a sua mulher morrer. Numa situação em que tem de ser feita uma escolha, é moralmente correcto roubar. Tem de agir em termos do princípio de preservar e de respeitar a vida.”; “O Heinz deve roubar o medicamento. Há um dever de salvar a vida a alguém. O direito à vida transcende o direito à propriedade. O mesmo se poderia dizer se fosse um desconhecido; considerações afectivas não têm aqui qualquer cabimento.” (subordinação das normas e princípios)

 

Contra: “Heinz é confrontado com a decisão de considerar as outras pessoas que precisam tanto do medicamento, como a sua mulher. Heinz deve agir não segundo os seus sentimentos particulares, em relação à sua mulher, mas considerando o valor de todas as vidas envolvidas.”

 

Os estádios iniciais de Kohlberg correspondem, grosseiramente, aos estádios de Piaget do desenvolvimento moral na infância, mas os estádios mais avançados de Kohlberg vão até à idade adulta. Alguns adolescentes, e mesmo alguns adultos, permanecem no nível I de Kohlberg. Tal como as crianças pequenas, procuram evitar o castigo ou satisfazer as suas próprias necessidades. A maioria dos adolescentes e adultos parece estar no nível II. Eles sujeitam-se às convenções sociais, mantém o “status quo” e fazem as coisas “certas” para agradar aos outros ou para obedecer à lei. Muito poucas pessoas atingem o nível III, quando podem escolher entre dois padrões socialmente aceites. De facto, numa determinada altura, dado que tão poucas pessoas pareciam atingi-lo, Kohlberg questionou a validade do estádio 6. Contudo, mais tarde, propôs um 7º estádio – “cósmico” – no qual as pessoas consideram o efeito das suas acções, não só nas outras pessoas mas também no universo como um todo.

 

Uma das razões pela qual as idades ligadas aos níveis de Kohlberg são tão variáveis é que, para além da cognição, factores como o desenvolvimento emocional e a experiência de vida, afectam o julgamento moral. As pessoas que atingiram um nível elevado de desenvolvimento cognitivo, nem sempre atingem um nível comparativamente elevado de desenvolvimento moral. Assim, um certo nível de desenvolvimento cognitivo é necessário, mas não é suficiente para um nível semelhante de desenvolvimento moral.

© 2008 Todos os direitos reservados.

Crie o seu site grátisWebnode